Estatísticas de Divórcio no Brasil: Tudo o que Você Precisa Saber

Imagem do rosto do advogado Angelo Mestriner
Angelo Mestriner
Direito das Famílias / Divórcio
Última atualização: 22 mai. 2024
Escrito por:

Introdução

O divórcio é um processo legal que dissolve o casamento, permitindo que os cônjuges sigam vidas separadas. No Brasil, o divórcio pode ser judicial ou extrajudicial, e os dados estatísticos sobre divórcios fornecem uma visão abrangente sobre as tendências e características desse fenômeno social.

Este artigo apresenta uma análise detalhada dos divórcios no Brasil, com base nos dados do IBGE de 2022, último estudo realizado até momento.

Tipos de Divórcio

Os divórcios no Brasil são classificados em duas principais categorias:

  1. Divórcio Judicial: Realizado no âmbito do Poder Judiciário, pode ser consensual ou litigioso.
  2. Divórcio Extrajudicial: Realizado em cartório, quando há consenso entre as partes e inexistência de filhos menores ou incapazes.

Análise dos Dados de Divórcio em 2022

Estatísticas Gerais

Em 2022, o Brasil registrou um total de 970.041 casamentos e 340.459 divórcios, refletindo um aumento de 8,6% em relação ao ano anterior. Com base nos dados disponíveis, mais de um terço das famílias brasileiras casadas passaram pelo divórcio. Isso significa que a proporção de casamentos que terminam em divórcio é significativa no Brasil.

Por outro lado, dessas separações, uma parcela significativa foi de divórcios consensuais, indicando uma tendência crescente de resoluções amigáveis entre os cônjuges. A seguir, detalhamos a distribuição entre os tipos de processos:

Natureza do Processo Total de Divórcios
Não-consensual 114.436
Consensual 225.450
Sem Declaração 573
Total 340.459

A predominância de divórcios consensuais sugere que muitos casais estão optando por resolver suas questões de forma menos conflituosa, o que pode ser benéfico tanto emocionalmente quanto financeiramente.

Quando ambas as partes estão dispostas a cooperar e chegar a um acordo amigável, o processo se torna menos adversarial, facilitando uma transição mais tranquila e preservando, na medida do possível, as relações familiares, especialmente quando há filhos envolvidos.

Financeiramente, os divórcios consensuais tendem a ser mais econômicos. Evitar longas batalhas judiciais reduz os custos com honorários advocatícios, taxas processuais e outras despesas relacionadas ao tribunal.

Outro benefício importante do divórcio consensual é a flexibilidade. Os casais têm a oportunidade de negociar e criar acordos que atendam melhor às suas necessidades individuais e circunstâncias específicas. Questões como a divisão de bens, guarda dos filhos e pensão alimentícia podem ser decididas de forma personalizada, sem a rigidez que muitas vezes acompanha as decisões judiciais.

Regime de Bens

O regime de bens escolhido no momento do casamento pode influenciar significativamente o processo de divórcio. Em 2022, a comunhão parcial de bens foi o regime mais comum entre os casais que se divorciaram:

Regime de Bens Total de Divórcios
Comunhão Parcial de Bens 314.150
Comunhão Universal de Bens 13.470
Separação Total de Bens 11.806
Sem Declaração 1.033

A prevalência do regime de comunhão parcial de bens pode ser atribuída a diversos fatores. Uma possível razão é que a comunhão parcial de bens, por dividir apenas os bens adquiridos durante o casamento, pode parecer uma escolha justa e equilibrada para muitos, especialmente para aqueles que não possuem bens significativos antes do casamento.

Tempo de Casamento

Outro aspecto relevante é o tempo transcorrido entre a data do casamento e a data do divórcio. Os dados do IBGE mostram a seguinte distribuição:

Tempo de Casamento Total de Divórcios
Menos de 1 ano 6.299
De 1 a 5 anos 83.569
De 6 a 9 anos 68.771
De 10 a 19 anos 97.558
Mais de 20 anos 83.803
Sem declaração 459

O número expressivo de divórcios entre 1 a 5 anos indicam que muitos casamentos enfrentam dificuldades nos primeiros anos, possivelmente devido à adaptação à vida conjugal e às expectativas que cada parceiro tem do outro.

No entanto, é significativo notar que o segundo maior grupo é de casais com 10 a 19 anos de casamento. Esse período pode ser particularmente desafiador, pois muitas vezes coincide com a criação de filhos, o pico de carreiras profissionais e outras responsabilidades familiares que podem adicionar pressão ao relacionamento.

Após uma década ou mais juntos, os casais podem enfrentar crises de meia-idade, mudanças nos objetivos de vida, e a necessidade de renegociar papéis e expectativas dentro do casamento. A manutenção do vínculo pode ser dificultada por questões acumuladas ao longo dos anos, levando à decisão de se divorciarem.

Divórcio Extrajudicial

O divórcio extrajudicial, realizado em cartório, oferece uma alternativa mais rápida e menos onerosa para casais que concordam com todos os termos do divórcio e não têm filhos menores ou incapazes. Em 2022, o número de divórcios extrajudiciais foi significativo, indicando a crescente preferência por esse método:

Divórcios Extrajudiciais (2022) Total de Divórcios
Realizados em Cartório 79.580

Análise e Considerações Finais

Os dados do IBGE mostram que o divórcio no Brasil é um fenômeno multifacetado, com diversas nuances e características. A predominância de divórcios consensuais e a escolha do regime de comunhão parcial de bens destacam-se como tendências significativas.

Nesse sentido, as soluções consensuais, seja no âmbito judicial ou extrajudicial, oferecem inúmeras vantagens para os cônjuges que estão passando pelo processo de divórcio.

A principal vantagem é a redução do estresse e do desgaste emocional, uma vez que o acordo mútuo facilita uma separação mais harmoniosa. Além disso, os processos consensuais tendem a ser mais rápidos e menos onerosos, já que evitam longas disputas judiciais e os custos associados.

Portanto, ao optar por uma solução consensual, os cônjuges têm mais controle sobre os termos do divórcio, garantindo que suas necessidades e interesses sejam melhor atendidos.

Se você está considerando o divórcio, é importante conhecer seus direitos e as opções disponíveis. Para saber mais sobre seus direitos e qual tipo de divórcio se encaixa melhor ao seu perfil, acesse Descubra o Melhor Tipo de Divórcio para Você.


AVISO LEGAL: Este artigo fornece apenas informações genéricas e não pretende ser aconselhamento jurídico e não deve ser utilizado como tal. Se você tiver alguma dúvida sobre seus assuntos de direito de família, entre em contato com o nosso escritório.

Entre em contato com nosso escritório

Para obter mais informações sobre assuntos jurídicos relacionados à direito de família e sucessões, entre em contato com o escritório de advocacia do Dr. Angelo Mestriner no telefone (11) 5504.1941 ou WhatsApp (11) 9.8641.5328 . Durante a consulta jurídica inicial, você pode discutir suas preocupações específicas.

Nós representamos pessoas na cidade de São Paulo e grande São Paulo, além de todo Brasil onde já esteja implementado o processo eletrônico.

Informações sobre consulta jurídica, clique aqui.

Veja também

Exclusividade

O cliente é atendido pelo mesmo advogado do início ao fim do processo de modo proporcionar ao cliente uma relação mais próxima com o advogado, estabelecendo, nesse viés, confiança e segurança entre todos os envolvidos, principalmente nos litígios que envolvem causas familiares, onde muitas vezes há desgastes emocionais entre os envolvidos.

Sobre o advogado

Advocacia familiar. Advogado especializado em assuntos jurídicos sobre direito de família e sucessões.

é advogado especializado em Direito de Família e Sucessões. É pós-graduado pela USP (Universidade de São Paulo) e pela Faculdade Damásio de São Paulo. É membro do IBDFam (Instituto Brasileiro de Direito de Família). É mediador e facilitador de conflitos, capacitado pela EPM (Escola Paulista da Magistratura). Atua com causas familiares desde o período acadêmico quando iniciou suas atividades de estágio no Escritório Modelo mantido pela Faculdade e, após, no Ministério Público do Estado de São Paulo.

Escritório

Sala de Reunião (8 posições) Sala de Reunião (6 posições) Sala de Reunião (4 posições)

Situado na emblemática Avenida Paulista, entre a Avenida Brigadeiro Luís Antônio e a Alameda Joaquim Eugênio de Lima, — a poucos metros da estação de metrô Brigadeiro (linha 2-verde) — o escritório do Dr. Angelo Mestriner se diferencia no cenário jurídico de São Paulo por sua infraestrutura inovadora e a personalização no atendimento ao cliente.

Com a implementação de um sistema de atendimento que engloba tanto a interação face a face quanto consultas por videochamada, o escritório de advocacia do Dr. Angelo Mestriner transcende as barreiras físicas, garantindo que clientes de qualquer parte do Brasil possam se beneficiar de seus serviços especializados em Direito de Família e Sucessões.

Esta abordagem adaptativa não apenas responde aos desafios contemporâneos de locomoção, mas também reflete a preferência dos clientes do escritório, valorizando o conforto e a eficiência.

Endereço

Av. Paulista, 726, 17° andar, conjunto 1707 - caixa postal 075 - Bela Vista São Paulo, SP - CEP: 01310-910 Brasil

Horário de Atendimento do Escritório

De segunda-feira a Sexta-feira das 08h30 às 19h00 e aos Sábados 08h00 às 12h00 (quinzenalmente).

Contatos

Telefone: (11) 5504.1941

Links Úteis

Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo Defensoria Pública do Estado de São Paulo Conselho Nacional da Justiça Tribunal de Justiça de São Paulo Instituto Brasileiro de Direito de Família

© Advogado Angelo Mestriner. Todos os direitos reservados. Veja nossa Política de Privacidade